Flamengo diz que acompanha protocolo da FERJ e vai continuar com os treinamentos no Ninho do Urubu

Rubro-negro carioca se manifesta após receber críticas por volta aos treinos em um Estado que figura como o segundo colocado em número de mortes por Covid-19 no Brasil

Ainda sem renovar contrato com o Fla, português Jorge Jesus orienta uruguaio Arrascaeta.
Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Belo Horizonte, 21/05/2020 – Portal Futebol Diário

Detentor de três taças na atual temporada, o Flamengo é mais um dos poucos times brasileiros que voltam oficialmente às atividades em meio à grave crise da Covid-19 no Brasil. Depois de retornar surpreendentemente para muitos aos treinos na última quarta-feira, apesar de não ter sido autorizado pelo governo estadual e ainda bastante criticado até por uma parte dos seus torcedores nas redes sociais que são contra essa medida no momento, o Fla se manifestou nesta quinta-feira sobre a volta dos treinamentos, no Ninho do Urubu, duas semanas após três jogadores do seu elenco diagnosticarem a presença do novo Coronavírus, sendo que 38 pessoas no total dentro do clube, incluindo os próprios atletas, testaram positivo para a doença que já vitimou no Brasil mais de 20 mil pessoas.

Segundo o comunicado oficial do rubro-negro carioca, os atletas e os integrantes envolvidos no dia a dia do CT afirmam que se sentem seguros e aptos a retomar os treinamentos em razão do protocolo de segurança e prevenção adotado pelo departamento médico do Flamengo. “Depois de exames na reapresentação e de testes físicos, os treinos foram retomados na quarta-feira (20) em acordo com o protocolo da FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro). Vale ressaltar que o documento contempla atividades ao ar livre. Sendo assim, os grupos de trabalho são espalhados pelos campos do Ninho do Urubu. O protocolo foi colocado em prática seguindo as mais rigorosas determinações de segurança internacional e colaboradores, atletas e integrantes da comissão técnica realizaram testes com resultado negativo para a Covid-19, além de serem examinados diariamente pelo departamento médico”, explica o clube.

Ainda conforme o Flamengo, o clube reforça que a volta aos trabalhos tem total segurança aos jogadores e funcionários por tratar-se de uma estrutura preparada. “O Centro de Treinamento do Flamengo dispõe dos equipamentos necessários e também conta com diária higienização rigorosa. Não à toa, o clube adotou 13 medidas para retomar as atividades e que foram divulgadas na última segunda-feira (18). Atletas e integrantes do futebol profissional do Flamengo reforçam o entendimento sobre o momento delicado e estão dispostos a colaborar com ações que favoreçam o combate ao novo coronavírus e o retorno aos treinamentos”, completa. Nos últimos dias e com o intuito de acelerar a volta da Taça Rio, a FERJ emitiu aos clubes cariocas um documento que autoriza o retorno das atividades em seus respectivos CTs – Flamengo e Vasco são a favor da decisão, enquanto Botafogo e Fluminense foram contra e não assinaram. Neste instante e sem projeção de retorno de futebol, o Rio de Janeiro segue como o segundo Estado que mais vitimou pessoas pelo Coronavírus, atrás apenas de São Paulo. No RJ, são registrados até então mais de 27 mil casos ativos e 3.237 fatais pela Covid-19.