Com alta expectativa por Gustavo Blanco, Atlético também quita mais uma dívida junto à FIFA em menos de 1 mês

Galo anuncia pagamento por contratação de atleta em 2016 e fica livre de mais um débito com a entidade em menos de 30 dias após liquidar dívida por Maicosuel

Blanco é uma das novidades do Atlético na reapresentação do plantel depois da pausa dos treinos. Foto: Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético

Belo Horizonte, 20/05/2020 – Portal Futebol Diário

A semana começou e segue animada agora em dose dupla ao Galo. Primeiro, volante considerado por muitos como ‘moderno’, mas sem atuar oficialmente vestindo a camisa do Atlético há quase dois anos, quando o Galo era ainda comandado pelo técnico Thiago Larghi, Gustavo Blanco está de volta aos gramados e espera, desta vez, não ter o seu futebol e futuro interrompidos como aconteceu em duas oportunidades consecutivas devido às graves lesões no joelho. Totalmente recuperado da última cirurgia, o meio-campista é uma das grandes novidades na Cidade do Galo nos últimos dias e já trabalha com o elenco alvinegro sob as ordens do novo treinador atleticano, Jorge Sampaoli, com quem espera retomar o seu antigo e rendimento positivo que deixou os olhos da torcida do Atlético brilhando. Quando lesionou-se em um treinamento, em junho de 2018, Blanco era titular absoluto do time atleticano e tinha os volantes Adílson e Elias, ambos que não fazem mais parte da equipe atual, como parceiros e concorrentes no meio de campo defensivo.

Neste momento, a situação de Gustavo Blanco é semelhante em termos de número de disputa por uma vaga titular no seu setor de origem, principalmente depois de Sampaoli ter abdicado, nos últimos dias, dos volantes Zé Welison e Ramón Martínez. Nesta ocasião, Gustavo Blanco encontra Jair e Allan como companheiros e concorrentes diretos pela titularidade no meio-campo, e o técnico argentino terá em diante uma ‘boa dor de cabeça’ para definir dois ou até mesmo os três entre os onze iniciais. Revelado pelo Bahia e com passagem pelo América-MG, Gustavo Blanco, aos 25 anos de idade, mostrou em um ano aos torcedores do Atlético características como desarme, passe, visão de jogo e posicionamento dentre as suas mais importantes características em campo. Em seu caso, Blanco também deixou evidente que pode ser utilizado tanto como primeiro quanto segundo volante, algo que Jorge Sampaoli vai precisar em seu time visando, em princípio, repertório e dinamismo, além de circunstâncias como suspensão, contusão ou cansaço de um dos seus volantes e meio-campistas durante a longa temporada.

Entre 16 de julho de 2017, quando estreou pelo Galo diante do Atlético-GO, pelo Campeonato Brasileiro, até o seu último jogo antes das duas lesões no joelho, no dia 13 de junho de 2018, contra o Ceará, também pelo Brasileirão, Gustavo Blanco contabiliza até o momento 36 jogos pelo Atlético, 1 gol marcado e 4 assistências, além de 19 vitórias, 10 empates e 7 derrotas. Ainda sem nenhum título na carreira profissional, Gustavo Blanco tem este como o principal objetivo pelo Galo em seu retorno aos gramados, mas sabe que, inicialmente, precisará reconquistar o seu espaço em um meio de campo que promete ter luta árdua pela titularidade. Enquanto Blanco está de volta, inspirado e em ação nos primeiros testes físicos do plantel atleticano no retorno das atividades após exames realizados para Covid-19 – uma vez que todos os resultados foram negativos no clube – o Atlético quitou nesta quarta-feira e em menos de um mês mais uma dívida junto à FIFA. De acordo com o presidente alvinegro, Sérgio Sette Câmara, o valor de R$ 734.503,00 foi pago pela contratação do venezuelano, Otero, ao Caracas, em 2016 – extraído do dinheiro da ação do caso Tabata, referente a ação movida contra o Portimonense, na FIFA. No dia 27 de abril, o Galo também conseguiu liquidar junto à FIFA o pagamento de R$ 13 milhões cobrados pela Udinese, da Itália, pelo meia Maicosuel.