Voltar a Inglaterra seria o melhor para Coutinho? Jogador pode não mais atuar pelo Bayern de Munique

Sem brilhar na Europa desde a passagem pelo Liverpool, Philippe Coutinho vive indefinição na carreira e seu destino em diante tem possibilidades de ser um clube inglês

Última partida de Coutinho pelo Bayern foi no dia 8 de março na Bundesliga. Foto: FC Bayern

Belo Horizonte, 14/05/2020 – Portal Futebol Diário

Marco Túlio Souto

Considerado por muitos o jogador mais regular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, quando foi o artilheiro da equipe com 2 gols marcados ao lado de Neymar, Philippe Coutinho atravessa talvez uma das suas piores fases na Europa desde quando saiu do Vasco da Gama rumo à Inter de Milão para depois tornar-se referência futebolística e ídolo na Terra dos Beatles. Contratação mais cara da história do Barcelona em 2018 para substituir justamente Neymar – à época por 130 milhões de euros fixos e outros 33 milhões em variáveis em grande parte nos cofres do Liverpool – Coutinho está emprestado atualmente pelo clube catalão ao Bayern, da Alemanha, porém, o futuro do brasileiro é neste instante totalmente incerto devido a uma lesão recentemente detectada e contrato de empréstimo com os bávaros próximo de ser expirado, além de um rendimento de alto nível não visto há muito tempo por parte do jogador desde os tempos dos ‘Reds’ e o qual vinha sendo a um longo período esperado.

No dia 24 do mês de abril, Philippe Coutinho precisou submeter a uma cirurgia no tornozelo e o atleta não tem prazo concreto de retorno aos gramados por ainda estar recuperando-se da intervenção cirúrgica, em domicílio, e longe dos seus companheiros de time com a Covid-19 em cena. Desta maneira, Coutinho corre o risco de não poder mais atuar pelo Bayern de Munique nesta temporada, já que o Campeonato Alemão retorna neste sábado após dois meses fora de ação devido ao caos da pandemia do Coronavírus, e com prazo inicial para término no fim do próximo mês – quando no dia 30 de junho vence a assinatura de Coutinho no principal clube de Munique. Além disso, a Champions League, principal competição de clubes do Velho Continente, só vai regressar possivelmente no segundo semestre com os jogos de volta das oitavas de final e, até lá, Coutinho estará vestindo as cores do Bayern caso o Barça entre em um acordo verbal com os bávaros para prorrogação do empréstimo até o término oficial da temporada 2019/20 na Europa.

Dono dos direitos econômicos do meia-atacante e onde assinou em sua chegada em Can Barça um contrato de cinco anos, o Barcelona, contudo, não manifesta publicamente o interesse em ficar com o brasileiro no Camp Nou quando jogador regressar automaticamente à Catalunha, assim como o próprio Bayern que, por sua vez, também não pronunciou-se oficialmente em prorrogar um eventual empréstimo ou adquirir em definitivo o atleta depois do término do seu vínculo na Allianz Arena – situação, a qual, atravessa o time alemão com outros dois jogadores do seu elenco, casos de Perisic e Odriozola. Neste cenário de tantas interrogações aliado ao momento negativo do jogador que mesmo assim permanece sendo indispensável para o técnico Tite, nas convocações da Seleção Brasileira, Coutinho pode já estar pensando em retornar um dia ao país onde conseguiu mostrar verdadeiramente o seu futebol: a Inglaterra. Ao chegar ao título da Liga dos Campeões da Europa e à conquista do Mundial de Clubes, em 2019, o Liverpool precisou bastante anteriormente de Philippe Coutinho para, posteriormente, voltar a conquistar a Europa depois de 14 anos e o mundo pela primeira vez em sua história apesar da ausência do seu ex-craque.

Quando deixou o Liverpool, em 2017, após uma extensa ‘novela’ para voltar a jogar na cidade de Barcelona, uma vez que Coutinho vestiu antes das cores azul-grená a camisa do Espanyol, arquirrival local do Barça, o ex-jogador do Liverpool fez até chover em Anfield e encantou a Premier League. Atualmente aos 27 anos, Philippe Coutinho segue com idade e tempo ainda de sobra para voltar a brilhar nos ‘tapetes’ europeus ou se quiser no futebol brasileiro, mas a Terra da Rainha pode ser novamente a solução e o refúgio para caso isto ocorra. Ao todo no Liverpool, Coutinho atuou em um total de 201 partidas, balançou as redes 54 vezes e deu 43 assistências, sendo essas as suas melhores cifras em toda a carreira. No Barça, por exemplo, Philippe Coutinho jogou 75 partidas, anotou 21 tentos e deixou Messi e companhia em 11 oportunidades na cara do gol. Agora no Bayern e dono da camisa 10, o meia-atacante brasileiro entrou em campo pelos bávaros 31 vezes, estufou o barbante em 9 oportunidades e soma 8 assistências até então restando mais de 10 jogos ainda para o fechamento da temporada. Números esses, dentro do normal, na Alemanha, mas sem aquele brilho antigo de Philippe Coutinho como na Inglaterra, país o qual clubes como Chelsea, Newcastle e Manchester United parecem ter interesse no atleta. Até o momento, no entanto, ainda não foi feita de forma oficial uma proposta pelos ingleses, algo que o futebol costuma proporcionar caso o futuro próximo de Coutinho não seja Baviera e Catalunha.