Barça e Real têm lesionados, mas um ganha reforço; no Atlético, brasileiro busca recuperar do Coronavírus

Luis Suárez retorna ao Barcelona depois de ficar longo período afastado dos gramados, enquanto lateral esquerdo da Seleção Brasileira tenta superar a Covid-19

Suárez já treina com bola e Renan Lodi segue em isolamento social. Fotos: FC Barcelona e Atlético de Madrid

Belo Horizonte, 09/05/2020 – Portal Futebol Diário

A rotina dos jogadores dos arquirrivais espanhóis, Barcelona e Real Madrid, especificamente, vai voltando aos poucos depois de quase 60 dias sem frequentar às instalações dos CTs Joan Gamper e Valdebebas, respectivamente. Depois de testes rápidos para Covid-19 realizados na última semana tanto no plantel do Barça quanto na equipe do Madrid, os dois elencos estelares já estão realizando atividades com bola e força física – uma vez que nenhum dos planteis tiveram resultado positivo entre seus atletas do novo Coronavírus. Porém, logo no primeiro dia de trabalho das duas maiores potências do futebol mundial nos últimos anos, ambos tiveram jogadores lesionados.

Primeiro, o Real Madrid confirmou oficialmente que o jovem atacante sérvio, Luka Jovic, teve diagnosticada uma fratura em um osso do pé direito e ficará pelo menos sete semanas afastado dos relvados. De acordo com o clube merengue, a lesão aconteceu durante os treinos do jogador em sua própria residência, na quarentena. Por outro lado e um dia seguinte, o Barça também anunciou uma baixa importante no seu sistema defensivo visando o retorno das competições em diante. Novamente, o zagueiro francês, Samuel Umtiti, será desfalque desta vez devido a uma lesão muscular na panturrilha direita e sua evolução vai determinar o tempo de ausência no time blaugrana.

A única diferença entre Barcelona e Real neste instante em relação aos seus respectivos elencos é um retorno importante pelo lado catalão. Sem jogar desde o dia 9 de janeiro deste ano – quando foi detectada uma lesão no menisco do joelho direito – o atacante Luís Suárez está de volta ao Barça, o qual antes praticamente não contava com o regresso do seu jogador para a sequência da atual temporada. Operado no dia 12 de janeiro, Suárez precisou ficar quatro meses no estaleiro e desfalcaria o ataque do Barcelona em jogos importantes caso futebol estivesse em ação. Mesmo assim, nas 12 partidas que Luís Suárez esteve ausente nesse tempo, por exemplo, uma foi justamente no clássico entre Real e Barça, no dia 1º de março, no Santiago Bernabéu, pelo Campeonato Espanhol – jogo que o time merengue superou a equipe barcelonista, por 2 a 0, com destaque para o brasileiro Vinícius Júnior, autor de um gol.

Agora, Messi já pode contar com o seu melhor amigo dentro do clube quando o futebol retornar de forma oficial na Espanha, um dos países que mais vêm sofrendo com a tragédia do Coronavírus no mundo. Na temporada 2019/20, Suárez atuou até então em 23 oportunidades, sendo 17 partidas pelo Campeonato Espanhol, 5 pela Liga dos Campeões da Europa e 1 pela Supercopa da Espanha, essa a sua última aparição no Barça. Desde a ausência de Luis Suárez, o Barcelona sente notoriamente bastante falta do centroavante, seja na hora de balançar as redes ou servir os seus companheiros para marcar o gol. Nesta temporada, Luís Suárez marcou até o momento 14 gols, sendo 11 pela La Liga e 3 na Champions League. Em número de assistências, o uruguaio contribuiu ao Barça 7 vezes no Campeonato Espanhol, 3 na Champions e 1 na Supercopa da Espanha.

Renan Lodi com Covid-19

No mundo, a Espanha só perde para os Estados Unidos em número de casos confirmados pelo novo Coronavírus. Até então no total, o país hispânico soma quase 263 mil infectados pela doença, com mais de 102 mil ativos, 134 mil recuperados e 26.478 mortes. A Comunidade de Madrid, no centro da Espanha, segue como a região de maior contágio no país, uma vez que mais de 64 mil pessoas pegaram a doença e 8.598 faleceram. Neste instante, o epicentro da Covid-19 no território espanhol tem quase 17 mil casos ativos do Coronavírus e, um deles, é o lateral esquerdo Renan Lodi, do Atlético de Madrid. Ex-jogador do Athletico Paranaense, o jovem brasileiro foi contaminado pelo vírus, mas passa bem ao não apresentar sintomas até o momento e realiza treinos leves. Presente na última convocação da Seleção Brasileira do técnico Tite, Lodi precisará ficar em isolamento social por um total de 14 dias até realizar, posteriormente, um novo teste. Além dele, outros nove jogadores do Atlético de Madrid apresentaram anticorpos para Covid-19 na reapresentação do clube.