Botafogo e Fluminense não assinam ofício de retorno aos treinamentos em virtude do Coronavírus

Escolha dos dois clubes vai na contramão da FERJ e de Flamengo e Vasco; Flu se posiciona sobre o motivo

Volta dos treinos em General Severiano e nas Laranjeiras provavelmente vai demorar.
Foto: Reprodução/Internet

Belo Horizonte, 08/05/2020 – Portal Futebol Diário

Ao contrário de Flamengo, Vasco e demais equipes do Campeonato Carioca, Botafogo e Fluminense não assinaram o documento de ofício que estabelece o retorno imediato dos clubes aos treinamentos neste mês de maio. O motivo pelo qual o time da estrela solitária e o tricolor deixaram de assinar a medida que autoriza a todos o retorno às atividades, deve-se em virtude do caos que causa o novo Coronavírus no Estado do RJ e no Brasil – na quarta-feira passada, o Flamengo comunicou que três jogadores do seu elenco profissional estão com a doença. Nos últimos dias, clubes da primeira divisão do futebol brasileiro, como por exemplo, Internacional e Grêmio, retornaram aos trabalhos em seus respectivos Centros de Treinamentos para testes rápidos de Covid-19 em jogadores, comissão técnica e funcionários em geral; no Inter, a bola já começou a rolar. Nesta sexta-feira, o Atlético-MG foi outra agremiação a definir o retorno de atletas ao CT também para testes nos seus profissionais, na próxima segunda-feira, e caso os resultados em grande parte derem negativo para Covid-19, os treinos com a pelota voltarão em breve na Cidade do Galo.

Desta maneira, Botafogo e Fluminense vão na contramão da maioria e não pretendem voltar aos treinos tão cedo. Tal escolha por parte dos dois clubes pode retardar ainda mais o regresso e a sequência da disputa da Taça Rio, competição que o Flu é dono da melhor campanha até então e contrariando à vontade da Federação Estadual do Rio de Janeiro que quer a volta do certame. “Por inúmeros motivos, os clubes signatários desejam retomar às suas atividades o mais breve que lhes for possível e, permitido, estão prontos para reiniciar, em primeira fase, tão somente os treinamentos, de forma responsável, restrita, reduzida, sob vigilância, sem aglomerações ou presença de público e em obediência a um rigoroso protocolo médico de normas e procedimentos imperativos, sempre comprometidos com a preservação da integridade da saúde de todos os envolvidos e também em atenção às medidas de prevenção e combate à disseminação da Covid-19”, diz a FERJ por meio de nota oficial.

Por outro lado, o Fluminense se pronunciou através de um comunicado na internet alegando os detalhes do motivo de não ter assinado o documento. “O clube acredita que não é o momento do futebol brasileiro dar qualquer sinalização de retorno do esporte quando o país inteiro, particularmente o Rio de Janeiro, está com extrema dificuldade de fazer a população cumprir o isolamento social necessário para reduzir o número de contaminações e mortes por conta do Covid-19, e cidades inteiras começam a anunciar medidas ainda mais severas, como o lockdown. O Fluminense reforça que a sua posição, desde o início da pandemia, é de só retornar aos treinos presenciais quando os órgãos governamentais e de saúde derem o aval para o retorno em segurança de todos os funcionários envolvidos nestas atividades”, afirma o Flu.

Até o momento, as 27 Federações Estaduais junto com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), buscam soluções para declararem oficialmente o retorno do futebol apesar do crescimento no Brasil em número de casos confirmados e óbitos pelo novo Coronavírus. Neste instante, o Estado do Rio de Janeiro é o segundo no país tanto em número de mortes quanto em casos confirmados pela Covid-19 ficando atrás apenas de SP – são 1.503 mortes no RJ e mais de 15 mil casos confirmados no total. No Brasil, mais de 145 mil pessoas foram contaminadas pelo Coronavírus e 9.897 faleceram até o momento. Desses casos confirmados em território brasileiro, 80 mil estão ativos e mais de 55 mil recuperaram da doença. Quando Botafogo e Fluminense retornarem ao futebol, os dois times têm adversários certos pela Taça Rio mesmo que ainda não exista uma data definida. No caso do Botafogo, a equipe comandada pelo técnico Paulo Autuori enfrentará a Cabofriense, enquanto o Fluminense, treinado por Odair Hellmann, duelará com o Volta Redonda.