Atlético decide dia para testes de Covid-19 em atletas, comissão técnica e funcionários da equipe de apoio

Galo dá indícios que pretende retomar os treinamentos ainda neste mês de maio dependendo dos resultados de Coronavírus no clube

Desde que voltou ao Galo, Tardelli jogou apenas poucos minutos no clássico contra o Cruzeiro. Foto: Bruno Cantini / Agência Galo / Atlético

Belo Horizonte, 08/05/2020 – Portal Futebol Diário

Assim como alguns clubes brasileiros da primeira divisão nacional, o Atlético projeta o seu retorno aos trabalhos apesar do avanço no número de mortes e casos confirmados do novo Coronavírus no Brasil e sem ainda uma decisão concreta da volta das competições no país. Nesta sexta-feira, o clube emitiu um comunicado definindo oficialmente a data que jogadores, comissão técnica e funcionários da equipe de apoio irão realizar os testes para Covid-19. De acordo com o Atlético, esses profissionais deverão se dirigir à Cidade do Galo, na próxima segunda-feira, uma vez que a Prefeitura de Vespasiano-MG já liberou o retorno dos treinamentos do time alvinegro na região. “O objetivo é preparar a volta gradativa às atividades, seguindo todos os protocolos estipulados pela equipe médica do clube e respeitando as recomendações das autoridades de saúde”, diz parte da nota oficial do Atlético.

Ainda segundo o Atlético, o grupo será submetido a dois tipos de teste: o primeiro, para a identificar a presença do vírus no organismo, através da análise de secreção do nariz e garganta; e o segundo, para a detecção de anticorpos em pessoas que já foram expostas ao vírus, através de análise sanguínea. “A partir do resultado dos exames, o clube vai avaliar a data de uma possível reapresentação e definir quais atividades serão desempenhadas, assim como os procedimentos a serem adotados nesse período”, afirma o Galo. A última partida do Atlético na temporada 2020 foi no dia 14 de março, em Nova Lima, contra o Villa Nova-MG, pela nona rodada do Campeonato Mineiro – confronto que marcou as estreias oficiais do técnico argentino Jorge Sampaoli e do goleiro Rafael, ex-Cruzeiro. Naquela oportunidade, o time atleticano superou os donos da casa, pelo placar de 3 a 1, com gols de Franco Di Santo, Jefferson Savarino e Guilherme Arana.

Mas o começo desta temporada do Galo não foi como o seu torcedor esperava. Somente em fevereiro, o Atlético foi eliminado de duas competições importantes em 2020 e deixou escapar grandes possibilidades de sucesso no ano. Primeiro, a equipe alvinegra acabou caindo para o Unión de Santa Fé, da Argentina, pela primeira fase da Sul-Americana. Logo depois, um vexame histórico. Diante do modesto Afogados-PE, o Galo foi eliminado nos pênaltis pela segunda fase da Copa do Brasil e tem pela frente na atual temporada apenas as disputas do Campeonato Mineiro, paralisado por causa do Coronavírus e do Brasileirão, que nem sequer começou. Mesmo ainda sem uma data oficial de retorno dos Estaduais, o próximo compromisso do Atlético será o clássico contra o América, no Independência, pela décima rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro, certame que o Galo figura em terceiro lugar com 18 pontos. Neste momento, o Estado de Minas Gerais tem 2.943 casos confirmados e 111 mortes pelo novo Coronavírus. No Brasil, o número de óbitos por Covid-19 chega a 9.897 e 80 mil pessoas estão ativas pela doença – dessas, por exemplo, três são jogadores do Flamengo, além do atacante Diego Souza, do Grêmio.