Treinado por Lisca, um dos poucos times invictos no Brasil em 2020 sopra as velinhas

América completa 108 anos de vida e tem como objetivos pela frente voltar a vencer o Campeonato Mineiro e retornar à elite do futebol nacional

Lisca chegou ao Coelho e manteve equilíbrio da equipe após saída de Felipe Conceição.
Foto: Mourão Panda / AFC

Belo Horizonte, 30/04/2020 – Portal Futebol Diário

De Jair Bala a Milagres. Uma das inúmeras instituições de futebol centenárias do Brasil completa nesta quinta-feira 108 anos de vida. Fundado em 1912, na cidade de Belo Horizonte, o América é um dos três clubes centenários em atuação da Grande BH ao lado de Atlético e Villa Nova-MG, e sopra as velinhas como sempre feliz, mas de uma maneira bastante diferente em relação ao acostumado. Com o futebol paralisado devido à catástrofe do novo Coronavírus, o Coelho não pode celebrar a sua data comemorativa desta vez ao lado dos seus torcedores na Arena Independência, no entanto, recebe via internet os parabéns por mais um ano de existência, luta e alegrias, sobretudo, na temporada 2020. Neste ano, o América-MG ainda não saiu derrotado dentro das quatro linhas reunindo todas as competições antes em disputa, e figura como um dos três times invictos que vão disputar a Série B na atual temporada.

Líder do Campeonato Mineiro com 21 pontos conquistados nas nove rodadas já disputadas da competição, contabilizados 6 vitórias, 3 empates e um dos melhores ataques com 15 gols marcados, além de uma das defesas menos vazadas com somente 6 tentos sofridos, o Coelho precisou neste ano se recuperar firme depois do baque sofrido no fim de 2019. Na ocasião, ainda sob a batuta do técnico Felipe Conceição, o América perdeu a enorme chance na última rodada da Série B de voltar à primeira divisão do Campeonato Brasileiro, após sofrer uma derrota em pleno Independência, pelo placar de 2 a 1, para o rebaixado São Bento e ficou somente no quase. Para voltar à elite depois de uma fantástica recuperação americana, principalmente no segundo turno da competição, o Coelho precisava apenas de um empate contra o time paulista e o qual estava rebaixado para a Série C.

Mas depois desse duro acontecimento, o América vem buscando colher os frutos com tal aprendizado com o intuito de tentar fazer diferente neste ano e nas mãos de outro treinador: Lisca. Experiente e um dos personagens folclóricos do futebol nacional, Lisca chegou e foi apresentado oficialmente no CT Lanna Drumond, no dia 31 de janeiro, com a missão de devolver o sorriso à torcida americana – uma vez que o técnico Felipe Conceição, um dos destaques do América no ano passado e que havia renovado o seu contrato com o Coelho, recebeu uma proposta do Bragantino, campeão da Série B em 2019 e partiu para Bragança Paulista no começo desta temporada. Agora sob as ordens de Lisca, o América disputou em 2020 um total de 10 jogos, com 6 triunfos e 4 empates. Ao todo neste ano, o Coelho foi a campo em 12 oportunidades, reunindo Campeonato Mineiro e Copa do Brasil, e o balanço é de 7 vitórias e 5 empates.

Tal invencibilidade de momento deixa o Coelho ao lado de Confiança-SE e Cuiabá-MT, como os únicos times que irão disputar a segunda divisão nacional neste ano invictos nesta temporada e ainda dentre os quatro clubes das Séries A e B que ainda não perderam em 2020 – dos times da primeira divisão do Brasileirão, o Ceará é o único invicto até o momento reunindo partidas do Campeonato Cearense, da Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Na última vez que entrou em campo, o América venceu o Patrocinense, por 1 a 0, no dia 15 de março, pelo Campeonato Mineiro, com gol marcado pelo atacante Léo Passos. Antes da pausa do futebol por causa da Covid-19, o América tinha pela frente o duelo contra a Ferroviária, em BH, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil após empate sem gols no confronto de ida, além das duas últimas rodadas da primeira fase do Campeonato Mineiro, com embates contra Atlético e URT. Uma das missões de Lisca no América, que tem como objetivo principal o retorno à primeira divisão do Campeonato Brasileiro, é também fazer com que o Coelho volte a erguer uma taça. Desde 2017, quando foi o campeão da Série B, o América não levanta um caneco. Já em território estadual, a última vez que o Coelho venceu o Campeonato Mineiro foi em 2016, ao superar o Galo na final.