Por causa da Covid-19, Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio são adiadas

Decisão é tomada urgentemente por autoridades e Jogos Olímpicos no Japão estão remarcados para 2021

Evento estava agendado para o segundo semestre deste ano. Foto: Reprodução

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

O terror do Coronavírus em todo o mundo obrigou a mais um evento esportivo de grande porte neste ano a adiar os jogos para o ano que vem. Nesta terça-feira, depois de um acordo oficial entre Japão e o Comitê Olímpico Internacional (COI), a Olimpíada e a Paralimpíada de Tóquio foram remarcadas para 2021 e repetem medidas de outros torneios importantes recentemente adiados por causa da Covid-19, casos da Copa América e Eurocopa. O adiamento da Olimpíada já era esperado por muitos nos últimos dias, principalmente pela desistência do Canadá e a pressão de outros países que não estavam fazendo as suas respectivas preparações com os seus atletas para a participação dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Contudo, o Japão ainda resistia e tinha desde os últimos dias um prazo de até quatro semanas para definir sobre a realização ou não do evento, algo que não demorou tanto para um desfecho final e de maneira urgente.

Com o custo total dos Jogos de R$ 14,2 bilhões pelo governo japonês, as Olimpíadas ocorreriam entre 24 de julho a 9 de agosto deste ano, enquanto as Paralimpíadas seriam disputadas de 25 de agosto a 6 de setembro. A realização dos Jogos Olímpicos acabou ficando inviável – uma vez que a pandemia do Coronavírus vitimou em todo o mundo até o momento 17.451 pessoas e 280 mil têm casos ativos da terrível doença. No Japão, país sede das Olimpíadas, mais de mil pessoas foram infectadas pela Covid-19 e 42 morreram. O número é infinitamente inferior a países tradicionalmente participantes dos Jogos Olímpicos, casos de Itália, Espanha e Estados Unidos, por exemplo, que somam juntos quase 10 mil óbitos.

O Brasil, outro país que vive o terror do Coronavírus com mais de 2 mil casos confirmados da doença e 46 mortes até então, seria neste ano e será em 2021 um dos mais de 206 países em busca das medalhas de ouro, prata e bronze na capital japonesa com a participação estimada de 13 mil atletas nas Olimpíadas reunindo esportes individuais e coletivos. Ao todo, as Olimpíadas de Tóquio terão no ano que vem pelo menos 33 modalidades esportivas, sendo elas: Atletismo, Badminton, Basquetebol, Beisebol, Boxe, Canoagem, Ciclismo, Esgrima, Escalada, Futebol, Ginástica, Golfe, Halterofilismo, Handebol, Hipismo, Hóquei sobre Grama, Judô, Karatê, Nado Sincronizado, Natação, Pentatlo Moderno, Polo Aquático, Remo, Rugby, Saltos Ornamentais, Softbol, Skate, Tiro, Tiro com Arco, Tênis de Mesa, Taekwondo, Triatlo, Vela e Voleibol. Já nos Jogos Paralímpicos, 22 modalidades movimentarão a categoria. As últimas Olimpíadas aconteceram no Rio de Janeiro, em 2016, e serão agora pela primeira vez na história disputadas em um ano ímpar.