Mineirão aguarda órgãos de saúde caso seja necessário montagem de leitos na estrutura do estádio

Número de casos de Coronavírus segue crescendo em BH e Minas Gerais, e capacidade para atendimentos pode precisar aumentar; estádio está à disposição

Gigante da Pampulha pode adotar espaço como outro estádio no Brasil.
Foto: Portal Futebol Diário

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Marco Túlio Souto

Acostumado em receber partidas de futebol e eventos esportivos, além de shows e outros espetáculos, o maior estádio em capacidade de Minas Gerais pode tornar-se nas próximas semanas um hospital improvisado com estrutura para leitos devido à grave situação que atravessa o Brasil e o mundo no combate ao Coronavírus. Neste momento, Belo Horizonte e Minas Gerais têm casos confirmados e suspeitos da Covid-19, e o Gigante da Pampulha já agiu e colocou-se à disposição se for preciso com o intuito de auxiliar a rede pública e privada de saúde que deve sofrer em breve um ‘colapso’ em seus respectivos sistemas devido ao crescimento abundante do Coronavírus em MG e no país. Em tal circunstância, o gramado do Mineirão ou estruturas interiores do estádio serão espaços para os atendimentos médicos aos infectados pela Covid-19 na capital mineira, algo que abrangeria no serviço e acolhimento tanto para à população quanto aos profissionais de saúde na cidade.

Neste instante, BH registra 60 casos confirmados da Covid-19 e o Estado de Minas Gerais computa 128 pessoas com a doença, além de 7.776 casos em investigação no território mineiro. Até então, nenhuma morte foi registrada em MG, porém, com o aumento de casos a cada dia no mundo e consequentemente no Brasil, a possibilidade de Belo Horizonte e Minas Gerais terem um novo aumento de infectados pelo Coronavírus é grande. Desta forma, o Mineirão quer entrar no jogo na busca pela vitória nesta temida ‘guerra’ diante de um adversário invisível. “O Mineirão informa que a decisão pela construção de hospitais de campanha cabe aos órgãos de saúde ou militares. Até o momento, a equipe do estádio não foi procurada com esta demanda por parte dos órgãos, porém se colocou à disposição do Estado de Minas Gerais na última terça-feira (16) e da prefeitura de Belo Horizonte, no último sábado (20)”, diz em nota enviada à reportagem do Portal Futebol Diário.

Ainda de acordo com a Minas Arena, concessionária que administra o estádio, “o Mineirão está em contato constante com o poder público e integralmente à disposição para auxiliar com o que for possível”. No Brasil, um estádio está a cada dia ganhando cara de hospital para ajudar no caótico momento que todos atravessam. Em São Paulo, Estado que detém o maior número de mortes e casos confirmados pelo Coronavírus no país – com 30 óbitos e 745 infectados – o Estádio do Pacaembu vai contar em breve com leitos visando auxiliar nos atendimentos à população paulista que vive um filme de terror. Outro estádio de futebol que também está à disposição, além de Pacaembu e agora Mineirão, é o Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Nos últimos dias, o Botafogo colocou-se às ordens com o seu estádio para ajudar no que for preciso na luta contra o Coronavírus. No RJ, a Covid-19 vitimou quatro pessoas e 233 casos estão confirmados em todo o Estado até o momento. Em todo o mundo, são mais de 260 mil casos ativos de Coronavírus e 16.499 mortes.

Estados do Brasil com casos confirmados e mortes da Covid-19:

São Paulo – 745 (30 mortes)
Rio de Janeiro – 233 (4 mortes)
Ceará – 163
Distrito Federal – 133
Minas Gerais – 128
Rio Grande do Sul – 86
Santa Catarina – 68
Bahia – 63
Paraná – 56
Pernambuco – 42
Amazonas – 32
Espírito Santo – 29
Goiás – 23
Mato Grosso do Sul – 21
Rio Grande do Norte – 13
Acre – 11
Sergipe – 10
Alagoas – 7
Piauí – 6
Tocantins – 5
Pará – 5
Rondônia – 3
Mato Grosso – 2
Roraima – 2
Maranhão – 2
Paraíba – 2
Amapá – 1