Mais times brasileiros colocam suas estruturas à disposição para o combate ao terror do Coronavírus

Depois de alguns clubes se posicionarem para ceder suas instalações a fim de ajudar na luta contra a Covid-19, novas agremiações adotam postura e buscam socorrer a saúde pública

Japonês Honda, do Botafogo, ajuda no Engenhão na campanha contra a pandemia da Covid-19. Foto: Botafogo

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Marco Túlio Souto

Com a afirmação das autoridades de um colapso no sistema público e privado de saúde no Brasil nas próximas semanas, alguns clubes brasileiros agiram imediatamente mesmo sem entrar em campo na tentativa de ajudar o país na difícil luta contra à pandemia do Coronavírus – que já vitimou onze pessoas e fecha a semana com 977 casos confirmados até o momento em todo o Brasil. Na última quinta-feira, sete agremiações futebolísticas anunciaram oficialmente que vão ceder às suas estruturas para ajudar no combate contra o Coronavírus. Neste caso, os Centros de Treinamentos, Estádios e Clubes devem ser utilizados para atendimentos dos profissionais de saúde às pessoas com suspeitas e contaminadas do Coronavírus. Primeiro, Cruzeiro, Corinthians, São Paulo, Santos, Botafogo, Athletico Paranaense, Bahia e Náutico divulgaram que estão à disposição com suas respectivas instalações para ajudar o governo federal.

Nesta sexta-feira, foi a vez de clubes como Ceará, Fortaleza, Remo e Criciúma se colocarem também aptos para ajudarem na luta contra o desastre da Covid-19. Em Minas Gerais, Estado onde existe um total de 38 pessoas infectadas pelo Coronavírus, a Raposa deixa à disposição os Clubes do Barro Preto e Pampulha a fim de ajudar nos atendimentos. Já em São Paulo, Estado o qual a doença mais propaga no país com 396 casos confirmados e nove mortes, Corinthians, Santos e São Paulo disponibilizam dentre as suas opções CTs e estádios para os profissionais de saúde – além disso, o Estádio do Pacaembu terá leitos para pessoas infectadas em ação do governo de SP. No Rio de Janeiro, segundo Estado no Brasil com maior casos confirmados da violenta Covid-19 com 109 e duas mortes, respectivamente, o Botafogo disponibiliza à estrutura do Estádio Nilton Santos (Engenhão) para ajudar no que for necessário ao combate do novo Coronavírus. No Paraná, Estado que contabiliza 36 casos da Covid-19, o Athletico-PR propôs disponibilizar o CT do Cajú e a Arena da Baixada no auxílio do tratamento contra o Coronavírus.

Já no Estado da Bahia, onde o clube de futebol Bahia colocou-se às ordens para ajudar no tratamento da Covid-19, são 33 casos confirmados. Até então no mundo, são 275 mil casos de Coronavírus, mais de 11 mil mortes e a Itália lidera como o país de maior número de óbitos, totalizando mais de 4 mil – com 627 mortes nas últimas 24 horas e 38.549 casos ativos confirmados. O país com o posto de maior número de casos é a China, onde a Covid-19 propagou e espalhou para o mundo. Por lá, são mais de 81 mil pessoas infectadas e mais de 3 mil mortes. Neste instante e com números atualizados a todo momento, o Brasil é o 24º país na classificação com maiores números de casos de Coronavírus dos 142 países afetados em todo o planeta. De acordo com o Ministério da Saúde, o pico da doença no Brasil ocorrerá entre abril e maio, e a previsão é que no mês de agosto a Covid-19 tenha uma diminuição de casos confirmados e mortes.

Por outro lado, a Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgou dados oficiais sobre os sintomas do Coronavírus que vêm causando terror na população mundial: Febre (87,9%), Tosse Seca (67,7%), Fadiga (38,1%), Produção de Escarro (33,4%), Falta de Ar (19,6%), Mialgia ou Artralgia (14,8%), Dor de Garganta (13,9%), Dor de Cabeça (13,6%), Calafrios (11,4%), Náusea ou Vômito (5%), Congestão Nasal (4,8%) e Diarreia (3,7%). Nos próximos dias, é provável que mais times do futebol brasileiro coloquem às suas estruturas, seja Centro de Treinamentos, Estádios ou Clubes, à disposição da rede pública de saúde do Brasil visando ajudar no colapso previsto pelo Ministério da Saúde.

Principais Sintomas do Coronavírus:

– Febre
– Tosse seca
– Dificuldade para respirar
Atenção: Se você apresentar febre e mais um sintoma gripal, deve procurar atendimento médico imediatamente e informar detalhadamente o histórico de viagem recente e seus sintomas.

Formas de transmissão do Coronavírus:

– Gotículas de saliva
– Espirro
– Tosse
– Catarro
– Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
– Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos

Prevenção do Coronavírus

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas
– Evitar contato próximo com pessoas doentes
– Ficar em casa quando estiver doente
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Países com mais casos e vítimas confirmadas pela Covid-19:

China: 81.174 (3.248 mortes)
Itália: 47.021 (4.032 mortes)
Espanha: 20.410 (1.041 mortes)
Alemanha: 19.711 (59 mortes)
Irã: 19.644 (1.433 mortes)
EUA: 16.621 (226 mortes)
França: 12.612 (450 mortes)
Coreia do Sul: 8.652 (100 mortes)
Suíça: 4.176 (43 mortes)
Reino Unido: 3.998 (177 mortes)
Países Baixos: 3.003 (107 mortes)
Áustria: 2.388 (6 mortes)
Bélgica: 2.257 (37 mortes)
Noruega: 1.905 (7 mortes)
Suécia: 1.639 (16 mortes)
Dinamarca: 1.337 (9 mortes)
Portugal: 1.020 (6 mortes)
Brasil: 970 (11 mortes)