Copa América e Eurocopa adiadas para 2021; final da Champions com data remarcada

UEFA e Conmebol anunciam oficialmente que principais competições entre seleções dos seus respectivos continentes não acontecerão mais neste ano devido ao Coronavírus

Copa América seria disputada entre junho a julho deste ano. Foto: Conmebol

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Marco Túlio Souto

As graves consequências da pandemia do Novo Coronavírus têm causado muitas mudanças a todo instante no esporte mundial, além de diversos seguimentos e atividades no planeta e, sobretudo, na rotina das pessoas. A doença que já matou 9 mil pessoas no mundo, cinco delas no Brasil, obrigou duas das mais importantes entidades futebolísticas a tomarem decisões de suma importância nesta terça-feira. Diante de vários campeonatos paralisados devido ao Coronavírus, a UEFA, organização máxima do futebol europeu e a Conmebol, que gere o futebol sul-americano, anunciaram oficialmente que a Eurocopa, principal competição entre seleções do Velho Continente e a Copa América, maior torneio de seleções da América do Sul, estão adiadas para 2021. Além disso, a UEFA também vai modificar as datas das finais da Champions League e Europa League, que seriam disputadas em maio, respectivamente. Agora, a final da Champions League, principal torneio de clubes da Europa e que ocorrerá em Istambul, na Turquia, será remarcada para 27 de junho. Já a decisão da Europa League, segundo torneio mais importante entre clubes do continente europeu, será remarcada para 24 de junho, em Gdansk, na Polônia.

Tanto Copa América quanto Eurocopa terão países como sedes. No caso do torneio sul-americano, Argentina e Colômbia vão receber a competição antes marcada para 12 de junho a 12 julho deste ano e agora adiada para 11 de junho a 11 de julho do ano que vem. Enquanto na Europa, serão 12 países com cada um detentor de uma cidade-sede, sendo elas: Londres (Inglaterra), Roma (Itália), Munique (Alemanha), Bilbao (Espanha), São Petersburgo (Rússia), Amsterdã (Holanda), Bucareste (Romênia), Dublin (Irlanda), Copenhague (Dinamarca), Budapeste (Hungria), Glasgow (Escócia) e Baku (Azerbaijão). Assim como a Copa América, a Eurocopa também será disputada entre 11 de junho a 11 de julho de 2021.

Com as decisões oficiais de UEFA e Conmebol em relação aos seus responsáveis campeonatos, cabe a partir de então, principalmente na Europa, uma decisão oficial das Federações sobre as competições à nível território nacional. Itália e Espanha, dos dois países mais afetados pelo Coronavírus com milhares de casos confirmados e mortes, tiveram o Campeonato Italiano e o Campeonato Espanhol urgentemente paralisados e não têm datas para retorno durante esse tempo de quarentena. Algo semelhante em relação aos torneios sul-americanos e brasileiros em andamento, uma vez que a Conmebol decidiu paralisar as disputas da Libertadores, Copa Sul-Americana e Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, esse último que iria começar no fim deste mês de março.

Por outro lado, a CBF e as Federações Estaduais, optaram também por pausar Copa do Brasil e Campeonatos Mineiro, Paulista, Carioca, Gaúcho, Baiano, entre outros, respectivamente. Assim como os campeonatos nacionais na Europa, todas essas competições no Brasil não têm data para a bola voltar a rolar novamente. No caso do Campeonato Brasileiro das Séries A e B, marcado para começar no início de maio, existe a possibilidade de uma nova data de início dos dois certames nos próximos dias. Já outra competição importante agendada em 2020, caso das Olimpíadas de Tóquio, no Japão, marcadas entre 24 de julho a 9 de agosto deste ano – até o momento não vai sofrer mudança no calendário de acordo com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.