Flamengo chega há 10 jogos seguidos sem revés e cifras são semelhantes ao início de 2019

Vitória no clássico sobre o Botafogo mantém equipe flamenguista invicta por mais de um mês e números atuais com futebol positivo relembram começo da temporada passada

Em grande fase, Éverton Ribeiro iniciou mais uma vez em 2020 novo triunfo do Flamengo. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Marco Túlio Souto

A fase espetacular do Flamengo parece que perdurará por muito tempo depois de uma temporada passada com os títulos da Libertadores, do Campeonato Brasileiro e do Campeonato Carioca. Neste ano e aliado a um rendimento bastante vistoso em campo, o rubro-negro carioca já garantiu até então três taças com as conquistas da Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Taça Guanabara, e ainda quer colecionar mais canecos no decorrer da temporada 2020 para alegrar os seus torcedores e fazer valer os altos investimentos mais uma vez no elenco. No último sábado, o Flamengo mostrou novamente que segue como o time a ser batido atualmente no Rio de Janeiro e também no Brasil depois de novo triunfo no ano, desta vez sobre o arquirrival Botafogo, no Maracanã, em duelo válido pela segunda rodada da Taça Rio. Após ter passado muitas dificuldades no primeiro tempo devido ao empenho do time da estrela solitária contando também com uma atuação inicial abaixo do costume por parte do Flamengo, a equipe do técnico Jorge Jesus não teve piedade no segundo tempo e superou o Botafogo pelo placar de 3 a 0 para permanecer na liderança isolada do Grupo A, com seis pontos ganhos, três a mais que os botafoguenses na mesma chave.

Antes de construir mais uma importante e elástica vitória na atual temporada, o Flamengo precisou da sorte com o Botafogo acertando à trave, obrigando Diego Alves a trabalhar bastante em algumas defesas e vítima ainda de um gol anulado quando uma ‘blitz’ era realizada sobre o time rubro-negro. Mas, depois de segurar à pressão botafoguense e ainda com direito a dois pênaltis perdidos por Gabigol em uma mesma cobrança, quem começou a vitória flamenguista foi o capitão Éverton Ribeiro e o mais novo convocado do Flamengo por Tite na Seleção Brasileira para as partidas deste mês, diante de Bolívia e Peru, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Aos 13 minutos da etapa complementar, o camisa 7 do Flamengo aproveitou ótima jogada individual do atacante Michael, que driblou a zaga oponente e cruzou na área do Botafogo.

Atento, Gatito Fernández espalmou o cruzamento, porém, no lugar certo, Éverton Ribeiro aproveitou o rebote e arrematou com a perna esquerda abrindo o marcador no Maracanã para festa da ‘favela’. Em seguida, o placar pelo Flamengo foi ampliado e como de praxe pelo artilheiro da equipe, Gabigol, que acertou chute de pé direito no fundo da rede em jogada rápida trabalhada pelo sistema ofensivo rubro-negro. Já na reta final do clássico, o terceiro gol flamenguista saiu dos pés de Michael, substituto de Arrascaeta no jogo e o qual recebeu passe primoroso de Gabigol para tocar sutilmente na saída do goleiro e fechar a conta. Com a vitória sobre o Botafogo, o Flamengo chegou ao número de 10 partidas consecutivas sem derrota reunindo reunindo todos os campeonatos e quer aumentar sua invencibilidade na estreia em casa pela Libertadores, nesta quarta-feira, às 21h30, diante do Barcelona do Equador.

Além disso, o triunfo do Fla sobre o time da estrela solitária foi também o quinto seguido da equipe rubro-negra e tal feito iguala curiosamente ao mesmo número de vitórias do Flamengo nas primeiras 14 partidas do ano de 2019. No começo da temporada passada e nos primeiros 14 jogos englobando todas as competições em disputa, o Flamengo teve 11 vitórias, 3 empates e nenhum revés, além de 29 gols feitos e 11 sofridos. Neste ano e em 14 partidas disputadas até então, são 11 triunfos, 2 empates e 1 derrota, além de 31 gols marcados e 11 sofridos. Os números semelhantes do Flamengo deste começo de temporada em relação à equipe do ano passado mostram muito equilíbrio, mas com uma pequena diferença – uma vez que os jogadores profissionais iniciaram a temporada somente em fevereiro devido às férias após os títulos da Libertadores e do Brasileirão, algo diferente em relação a 2019. De qualquer forma, as cifras do Flamengo vêm evidenciando o excelente trabalho do treinador português, Jorge Jesus – que tem contrato com o clube até maio deste ano e ainda não teve vínculo renovado.