Depois de rejeitar proposta em dezembro, Jorge Sampaoli é o novo técnico do Galo

Treinador argentino é oficializado pelo presidente atleticano meses após dizer ‘não’ ao Atlético e chega com o desafio de reerguer o time alvinegro neste ano

Jorge Sampaoli vai debutar pelo Atlético provavelmente contra o Villa Nova-MG, em 14 de março.
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Marco Túlio Souto

O destino fez com que a nova casa do técnico argentino Jorge Sampaoli, após a saída do Santos, em dezembro do ano passado, fosse mesmo a Cidade do Galo. Neste domingo, 1º de março de 2020, o Atlético, por meio do presidente Sergio Sette Câmara, anunciou oficialmente que Sampaoli é o novo treinador do Galo depois da demissão do venezuelano Rafael Dudamel, horas após a eliminação atleticana na segunda fase da Copa do Brasil. Curiosamente, Jorge Sampaoli chega ao Atlético depois de ter recusado um convite do alvinegro de Minas Gerais no fim de 2019 e sua vinda a Belo Horizonte, na ocasião, acabou não tendo um desfecho feliz – uma vez que a proposta do clube e a contra-proposta feita pelo treinador estavam muito distantes, algo que impossibilitou a contratação. Desta vez, Sampaoli veio a BH com a negociação decretada para um vínculo contratual até dezembro de 2021 no Atlético. A expectativa inicial era que Jorge Sampaoli estreasse na área técnica atleticana justamente no primeiro clássico da atual temporada diante do Cruzeiro, no próximo sábado, às 19h, no Mineirão, pela oitava rodada do Campeonato Mineiro. Porém, o clube informou que, devido a assuntos particulares, Sampaoli irá somente acompanhar a partida no estádio e o time vai ser comandado pelo técnico interino James Freitas.

Aos 59 anos de idade, Jorge Sampaoli é o 11º técnico estrangeiro a comandar o Atlético na história e apenas o segundo treinador argentino a treinar o Galo a partir de então – antes de Sampaoli, somente Gregório Suárez, em 1944, havia sido o único argentino a ser técnico do Atlético representando o país ‘hermano’. Além disso, o Galo é o segundo time no Brasil que Jorge Sampaoli vai treinar depois de uma temporada positiva no Peixe, em 2019, quando foi vice-campeão do Campeonato Brasileiro em uma ótima campanha pela Vila Belmiro com um total de 65 jogos, 34 vitórias, 15 empates e 15 derrotas no comando técnico santista. Além do Santos, Sampaoli foi treinador de outros grandes clubes e seleções em toda a carreira. Antes de comandar o clube do litoral paulista, Jorge Sampaoli foi o técnico da Seleção da Argentina na Copa do Mundo de 2018 e conquistou, no ano de 2015, a Copa América pela Seleção do Chile.

Entre os comandos como treinador de Argentina e Chile, Jorge Sampaoli teve entre 2016 e 2017 uma passagem como técnico do Sevilla, da Espanha, onde comandou o time andaluz em 53 partidas. Mas, em clubes, a melhor passagem do técnico argentino Sampaoli até então aconteceu pelo Universidad de Chile, onde conquistou quatro taças importantes. Entre 2011 e 2012, Jorge Sampaoli venceu no Universidad de Chile uma Copa Sul-Americana, uma Taça do Chile e os Campeonatos Chilenos (Apertura e Clausura). Agora no Galo, o treinador argentino tem a enorme missão de ajudar a recuperar a equipe e promover um futebol vistoso depois de eliminações vexatórias no mês de fevereiro, quando o Atlético caiu precocemente na Sul-Americana e Copa do Brasil. Os primeiros desafios de Jorge Sampaoli no Atlético, assim sendo, vai ser ir em busca do título do Campeonato Mineiro que não vem desde 2017 e conseguir, através do Brasileirão, tentar lutar pelas primeiras posições visando, em princípio, um retorno a Libertadores. A apresentação oficial de Sampaoli na Cidade do Galo vai ocorrer no começo desta semana que se inicia.