Joia norueguesa ofusca Neymar e Borussia bate PSG; na Espanha, atual campeão é derrotado

Um dos artilheiros e sensação da atual edição da Champions League decide duelo na Alemanha e confirma excelente fase; por outro lado, Liverpool não consegue segurar Atlético de Madrid

Haaland (sentado) comemora gol da vitória sobre o PSG. Foto: UEFA

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

A Liga dos Campeões da Europa está de volta e retornou como de praxe em grande estilo com os primeiros jogos da fase decisiva de oitavas de final. Nessa terça-feira, duas partidas agitaram a competição na Espanha e Alemanha, respectivamente, com confrontos que reuniram favoritos ao título da Champions na atual temporada. Em Madrid, o atual campeão Liverpool e líder disparado do Campeonato Inglês, visitou o quarto colocado do Campeonato Espanhol, Atlético de Madrid, no Estádio Wanda Metropolitano, e perdeu para alegria de Diego Simeone e tristeza de Jurgen Klopp. Já em Dortmund, o Borussia recebeu a visita do Paris Saint-Germain, líder do Campeonato Francês e comandado por Neymar e Mbappé, e uma nova joia do futebol norueguês e internacional brilhou novamente na competição ajudando os alemães com o triunfo. Inicialmente favoritos, Liverpool e PSG são obrigados nos duelos de volta a vencerem para avançarem de fase no maior torneio de clubes do Velho Continente e a tarefa não promete ser fácil.

Na partida entre Atlético de Madrid e Liverpool, o triunfo espanhol foi construído com apenas três minutos de jogo, quando Saúl Ñíguez aproveitou sobra na grande área e superou o goleiro brasileiro, Alisson, em finalização no fundo das redes. Com mais dificuldade na criação das jogadas em relação a jogos anteriores, o Liverpool não teve o seu trio letal de ataque composto por Salah, Mané e Roberto Firmino inspirado no dia e pouco assustaram. Quem ficou perto de aumentar o placar que permaneceu em 1 a 0 para o Atlético Madrid no fim, foi um brasileiro do time colchonero. Em finalização de longa distância no segundo tempo, o lateral esquerdo Renan Lodi, ex-Athletico Paranaense, quase marcou um golaço na partida depois que a bola tirou tinta da trave adversária. O Liverpool, por sua vez, arriscou-se mais no decorrer na etapa complementar e teve algumas chances de sair da capital espanhola com um empate, mas Oblak, arqueiro do Atlético de Madrid, assegurou o placar.

Já no duelo entre Borussia Dortmund e Paris Saint-Germain, o primeiro tempo no Signal Iduna Park teve as duas equipes bastantes dispostas pelo ataque, porém, o barbante não foi estufado nos primeiros 45 minutos. Na segunda etapa, uma das principais estrelas de Dortmund e PSG, respectivamente, decidiram entrar em ação e o confronto ganhou bastante emoção. Contratado pelo Borussia neste ano e ex-jogador do Salzburg, o norueguês Haaland, de 19 anos, abriu o marcador para os aurinegros aos 24 minutos para loucura da muralha amarela. Mas o PSG reagiu e foi buscar o empate depois que Mbappé executou bela jogada pela direita do ataque e tocou para Neymar, livre de marcação, completar com tranquilidade para o gol. Após ficar um longo tempo afastado dos gramados no segundo semestre de 2019, Neymar marcou o segundo tento dele na atual edição da Liga dos Campeões. A noite, contudo, era mesmo de Haaland. Dois minutos após o gol de Neymar, o norueguês recebeu a bola pela entrada da área e acertou uma finalização fulminante de pé esquerdo para dar a vitória ao Borussia e, de quebra, fazer o seu décimo tento na Champions League dividindo a artilharia da competição ao lado de Robert Lewandowski, do Bayern. Além disso, esse foi o décimo primeiro gol de Haaland em somente sete partidas oficiais desde que chegou ao Dortmund, anunciado em dezembro passado.

Para classificar agora, em duelo que vai ocorrer no dia 11 de março, o Paris Saint-Germain precisará de uma vitória por 1 a 0, diante do seu torcedor, que avança. Por outro lado, cabe ao Borussia Dortmund empatar por qualquer resultado que fica com a vaga às quartas de final. A história é um pouco diferente em relação ao Liverpool comparada ao PSG, uma vez que os donos da coroa neste momento na Europa precisam vencer por pelo menos dois gols de diferença, também no dia 11 de março, para classificarem diretamente à próxima fase. Qualquer empate garante o lugar nas quartas de final ao Atlético de Madrid, enquanto um placar de 1 a 0 para o Liverpool levará a partida em Andield, na terra dos Beatles, para a prorrogação e, persistindo, decisão nos pênaltis. Nesta quarta-feira, mais duas partidas movimentam os jogos de ida das oitavas de final da Champions League – às 17h (de Brasília), Atalanta e Valencia medem forças na Itália, enquanto Tottenham e Leipzig duelam em Londres, na Inglaterra.