Cruzeiro bate São Paulo na abertura do Brasileirão Feminino Série A1 em ‘revanche’ da final de 2019

Raposa estreia pela primeira vez na divisão de elite do futebol feminino no Brasil com ótimo resultado e bela atuação de goleira em BH

Jogadoras se cumprimentam antes da partida no Sesc Venda Nova. Foto: Igor Sales/Cruzeiro

Belo Horizonte, 10/02/2020 – Portal Futebol Diário

Depois de conquistar pela primeira vez o título do Campeonato Mineiro no fim de 2019, o time feminino do Cruzeiro, com somente um ano de existência, estreou com o pé direito na nova temporada brasileira e em sua primeira vez na história pela elite do Brasileirão Feminino. Na noite dessa segunda-feira e pelo fechamento da primeira rodada do Campeonato Brasileiro Feminino Série A1 2020, a Raposa venceu a equipe feminina do São Paulo, pelo placar de 1 a 0, no Estádio das Alterosas, no Sesc Venda Nova, em BH. O curioso da partida acabou sendo pelo fato de o duelo reunir a campeã e a vice-campeã do Brasileirão Feminino Série A2, do ano passado, as quais fizeram campanhas espetaculares. Na ocasião, Raposa e São Paulo protagonizaram a final da competição em 2019, e o tricolor paulista levou a melhor diante das mineiras, com uma vitória por 4 a 0, no Pacaembu, e um empate em 1 a 1, no Sesc Venda Nova.

Desta vez, valeu para o Cruzeiro a revanche e os primeiros três pontos na divisão de elite do futebol feminino. Sob o comando técnico de Jorge Victor após a saída de Hoffmann Túlio – que transferiu-se para o arquirrival Atlético – o time feminino celeste teve algumas novidades em campo, caso da nova goleira da equipe, Mary Camilo, além de jogadoras do elenco do ano passado como Miriã, Janaína e Kim escaladas. Mas foi com Vanessa que a Raposa começou assustando as meninas visitantes da partida, quando a camisa 7 cruzeirense finalizou para a defesa da goleira adversária. Porém, aos 34 minutos do primeiro tempo, a arqueira do São Paulo não conseguiu parar Vanessa, que abriu o placar para o Cruzeiro em arremate preciso com a perna direita. Logo depois de marcar o primeiro tento, Vanessa sentiu uma lesão e a atleta Ambrozio entrou na partida.

O gol cruzeirense despertou posteriormente o São Paulo no duelo e as paulistas passavam a querer atacar as mineiras. Assim sendo, cabia a goleira do Cruzeiro, Mary Camilo, mostrar serviço. Aos 42 minutos, ela evitou o empate em lance cara a cara com a atacante do São Paulo. Já nos acréscimos da primeira etapa, a arbitragem da partida assinalou penalidade máxima da jogadora Jajá, da Raposa, e o São Paulo tinha a sua melhor oportunidade no jogo para deixar o marcador igualado. Na cobrança do pênalti, Mary Camilo entrou em ação novamente e defendeu a cobrança da equipe paulista assegurando a vantagem celeste no confronto. No segundo tempo, o São Paulo seguia acreditando no empate em Belo Horizonte, sobretudo com bolas alçadas na área anfitriã, mas o Cruzeiro, por meio da sua goleira Mary Camilo, conseguiu segurar o importante triunfo das meninas cruzeirenses.

Vanessa acerta chute forte para garantir triunfo da Raposa. Foto: Igor Sales/Cruzeiro

Agora, na próxima rodada, o Cruzeiro encara o São José-SP, nesta quinta-feira, às 19h, fora de casa, na tentativa de conquistar novos três pontos na tabela de classificação. Enquanto o São Paulo, por sua vez e também nesta quinta-feira, recebe a equipe do Internacional, às 19h, na cidade de Cotia, Região Metropolitana de São Paulo, em busca da sua reabilitação no campeonato. Nesta primeira rodada do Brasileirão Feminino Série A1 2020, além da partida entre Cruzeiro e São Paulo, outros sete jogos movimentaram a abertura da competição. No último sábado, quatro partidas: Avaí/Kindermann 7 x 0 Vitória; Grêmio 2 x 1 Minas Icesp; Ferroviária 4 x 0 Audax-SP; e Santos 4 x 0 Flamengo. Já no último domingo, mais três jogos agitaram a rodada e com direito a um clássico tradicional do futebol brasileiro: Palmeiras 1 x 3 Corinthians; Internacional 2 x 0 São José-SP; e Ponte Preta 0 x 5 Iranduba.