Histórico: arquirrivais do País Basco eliminam Real e Barça no mesmo dia pela Copa do Rei

Favoritos para a conquista da edição da temporada 2019/20 caem nas quartas de final e torneio pode ter campeão inédito

Real Sociedad e Athletic Bilbao avançam juntos em noite histórica no país hispânico. Foto: Reprodução/Internet

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Um fato histórico aconteceu no dia 6 de fevereiro de 2020, na Espanha. Gigantes do futebol mundial e sempre favoritos aos campeonatos que concorrem, Real Madrid e Barcelona foram eliminados no mesmo dia e pela mesma competição para sacudir o mundo da bola. Nesta quinta-feira, pelas quartas de final da Copa do Rei, Madrid e Barça perderam para os arquirrivais do País Basco, Real Sociedad e Athletico Bilbao, respectivamente, e deram adeus à primeira possibilidade de taça na atual temporada europeia para decepção de merengues e blaugranas, e exaltação por parte dos txuri-urdin e los leones. No Santiago Bernabéu, na capital espanhola, um duelo fantástico colocou em xeque cada coração apaixonado por Real Madrid e Real Sociedad, e também pelo fã de futebol. Com sete gols no total, a Real Sociedad bateu o Real Madrid, pelo placar de 4 a 3, e eliminou a equipe de Zinedine Zidane diante da sua torcida. Logo depois, no San Mamés, em Bilbao, o Athletic superou o Barça nos detalhes e venceu por 1 a 0, para aumentar a turbulência interna no time catalão principalmente após a divergência em público de Messi e Eric Abidal.

O dia que fica na história do futebol espanhol começou com a eliminação do Real Madrid em uma partida de encher os olhos. Sem Casemiro, o Real teve inicialmente como brasileiros em campo o zagueiro Éder Militão, o lateral esquerdo Marcelo e o atacante Vinícius Júnior, esse último principal destaque dos merengues durante todo o jogo. O placar da partida foi inaugurado, entretanto, pelos visitantes. Aos 22 minutos, Martin Odegaard superou o goleiro Areola e estufou o barbante para colocar a Real Sociedad à frente no marcador: 1 a 0. Confiante depois do primeiro tento, a Real Sociedad contava também com uma noite de gala do seu atacante sueco, Alexander Isak. Infernizando e bagunçando à defesa do Real Madrid, foi com o veloz e habilidoso Isak, logo aos nove minutos do segundo tempo, que o time basco ampliou a vantagem no escore para 2 a 0, levando o time madrilenho e seus torcedores ao desespero.

E o desespero aumentou no Real Madrid dois minutos depois e novamente com o então destaque da partida. Após cruzamento perfeito da esquerda, Isak, pela grande área, acertou um belo voleio e marcou um gol de placa para calar de vez o Bernabéu, humilhando os anfitriões e praticamente sacramentamento à classificação da Real Sociedad. Abalado em campo e pressionado pelos torcedores, o Real Madrid, contudo, não abaixou de vez à guarda e precisou contar com os seus brasileiros para ainda manter à chama acesa em busca de uma heroica classificação. Aos 14 minutos, Marcelo foi acionado pela esquerda da grande área e chutou firme com o pé canhoto diminuindo o placar: 3 a 1. Quando parecia que o Real Madrid reagiria na partida, Isak apareceu mais uma vez para jogar um balde de água fria na estrutura merengue. Desta vez, o sueco executou ótima jogada pela direita do ataque e serviu como garçom Mikel Merino, o qual teve apenas o trabalho de escorar para o fundo da rede com a zaga do Real Madrid cochilando no ponto.

Se com 3 a 0 era difícil para o Madrid buscar uma reação, com 4 a 1 no placar a dificuldade seria maior por menos tempo no cronômetro em jogo. Também em noite feliz apesar da derrota parcial, o atacante Vinícius Júnior chamou a responsabilidade para si e diminuiu o escore. Entretanto, o VAR anulou o gol do brasileiro alegando impedimento no lance. Mas, um minuto depois de ter o seu gol invalidade, Vinícius Júnior escapou em velocidade pela esquerda do sistema ofensivo e tocou de maneira açucarada passa seu compatriota, Rodrygo, que havia acabado de entrar, para diminuir, enfim, a vantagem para 4 a 2. O segundo gol merengue passou a colocar ‘fogo’ no duelo e a Real Sociedad, visivelmente exausta, abdicou do ataque. Mais confiante e fisicamente superior, o Real Madrid acreditava na possibilidade do terceiro tento e ele chegou para a loucura da sua torcida, nos acréscimos da partida, quando Nacho aproveitou cruzamento e cabeceou com estilo: 4 a 3 e o que parecia impossível ao Madrid, tornou-se real. Completamente fechado na defesa, a equipe basca segurou-se até o último segundo e conseguiu, com muito empenho, a classificação permanecendo com o sonho do tricampeonato do torneio.

O Real Madrid, por sua parte e com 19 conquistas da Copa do Rei, sendo o terceiro maior vencedor na história da competição, passa a pensar a partir de agora apenas no Campeonato Espanhol, onde figura na liderança isolada da Liga, e também na Champions League, torneio mais desejado na Europa e o qual irá enfrentar o Manchester City, de Pep Guardiola, nos dias 26 de fevereiro e 17 de março. Quem também fará o mesmo em relação ao Madrid é o seu arquirrival, Barcelona, que até buscou vencer o Athletic Bilbao, mas com Griezmann no banco de reservas e Lionel Messi desperdiçando algumas oportunidades de gols, acabou sendo penalizado no último minuto de partida. Iñaki Williams, de cabeça, garantiu o triunfo e a classificação também heroica do Athletic às semifinais da Copa do Rei. No caso do Athletic Bilbao, segundo maior campeão da competição na história, os “leões” vão em busca do seu 25º título no certame. Já o Barça, maior campeão da Copa do Rei com 30 canecos no total, passa a pensar somente na Champions League, torneio que terá como oponente o Napoli, pelas oitavas de final, nos dias 25 de fevereiro e 18 de março, e no Campeonato Espanhol, o qual figura na segunda posição.

Com Real Sociedad e Athletic Bilbao, arquirrivais históricos assim como Barcelona e Real Madrid, classificados às semifinais da Copa do Rei, eles aguardam neste instante somente o sorteio pela Real Federação Espanhola de Futebol para definir o novo chaveamento da próxima fase. Os outros times que vão disputar também a semifinal da Copa do Rei são os surpreendentes Granada, que eliminou nas quartas de finais o Valencia, e o Mirandés, clube atualmente nas divisões de acesso da Espanha, que despachou o Villarreal. Dos quatro semifinalistas, apenas o Mirandés nunca venceu a Copa do Rei – o Granada, por sua parte, conquistou o torneio em uma ocasião. Diferentemente das quartas e oitavas de final, além das primeiras fases, a semifinal da Copa do Rei 2020 terá partidas de ida e volta. Já a final, em jogo único, será disputada no dia 18 de abril.