Janela de transferências agita equipes que se reforçam e renovam contratos de jogadores

Flamengo, Grêmio, Fluminense, Internacional e Botafogo anunciam novidades recentes para a temporada 2020

Assim como Gabigol, Bruno Henrique fica no Flamengo. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

A temporada 2020 no futebol brasileiro já começou oficialmente, mas alguns times ainda buscam reajustar os seus respectivos elencos, seja com contratações, vendas de atletas ou renovações de contratos. Nos últimos dias, Flamengo e Grêmio têm sido duas das equipes que mais se movimentaram no mercado da bola e iniciam este ano, novamente, dentre os principais clubes a conquistarem taças nesta temporada em solo nacional e sul-americano. Em menos de 24 horas, o Flamengo anunciou mais uma contratação para 2020, vendeu um jogador e renovou o contrato de um dos destaques do time em 2019. Primeiro, o Fla efetuou a compra do zagueiro Léo Pereira, que estava no Athletico Parananese e o qual assinou contrato até 2024 com o rubro-negro carioca. Logo depois, o próprio Flamengo anunciou oficialmente a transferência do zagueiro espanhol, Pablo Marí, ao Arsenal, da Inglaterra – no ano passado, Pablo Marí formou dupla de zaga de sucesso com Rodrigo Caio e esta promete ser uma das poucas mudanças certas no time titular de Jorge Jesus. Antes de Pablo Marí, o Fla também vendeu o jovem atacante Reinier, mas para o Real Madrid.

Pouco após contratar e transferir, o rubro-negro carioca oficializou também a renovação contratual do atacante Bruno Henrique até 2023, autor de 35 gols na temporada passada e um dos responsáveis pelas conquistas do Campeonato Carioca, Brasileiro e da Libertadores do Flamengo. Assim como Gabigol – outro destaque do Flamengo e que vai permanecer no clube depois de ter sido contratado nesta semana junto à Inter de Milão – Bruno Henrique era um dos cotados a deixar o Fla nesta janela de transferências justamente pelo alto rendimento em seu primeiro ano vestindo a camisa flamenguista. Para o ataque, o Flamengo tem neste instante para 2020, além de Gabigol e Bruno Henrique, Michael, Pedro, Pedro Rocha, Vitinho, Lincoln e Berrío.

Mas não é só o atual campeão Brasileiro e da América do Sul que ainda se movimenta na tentativa de melhorar mais o seu plantel. O Grêmio, penúltimo clube brasileiro a conquistar a Libertadores, em 2017, fechou mais uma nova contratação em menos de 24 horas depois de ter oficializado o meio-campista Thiago Neves, ex-Cruzeiro. O meia-atacante Diego Souza, aos 34 anos de idade e o qual estava no Botafogo na última temporada, é o sexto reforço do Tricolor Gaúcho, que buscará tentar lutar de igual para igual por título com o Flamengo neste ano. Antes de Thiago Neves e Diego Souza, o Grêmio fechou as contratações de Vanderlei (goleiro), Orejuela (lateral direito), Caio Henrique (lateral esquerdo) e Lucas Siva (volante).

Diego Souza vai atuar pela segunda vez no Grêmio em sua carreira. Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Nos últimos dias, Fluminense, Internacional e Botafogo também foram outros clubes a adicionarem novas peças em seus ‘tabuleiros’. O Flu, que trouxe os ex-cruzeirenses Egídio e Henrique, e ainda pode repatriar Fred para este ano, anunciou as contratações do goleiro João Lopes, ex-Santa Clara e do atacante Michel Araújo, ex-Racing. Já o seu rival, Botafogo, contratou o lateral direito Federico Barrandeguy, ex-Montevideo Wanderers, e quer anunciar oficialmente também o meio-campista japonês Honda, atualmente no Vitesse, da Holanda. Por outro, o Internacional foi outro a efetuar uma nova contratação para a temporada 2020. Trata-se do meio-campista Gabriel Boschilia, o qual pertencia ao Monaco, da França e estava no Nantes.