Perto do início do Mundial de Clubes ao Flamengo, clube e torcida têm incertezas; Flu contrata novo técnico

Rubro-negro carioca parte nesta sexta-feira para o Catar e ainda não sabe desde então se vai contar com duas grandes figuras em 2020; já Fluminense acerta com treinador

Gabigol e Jorge Jesus comemoram títulos do Flamengo no Maracanã.
Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Marco Túlio Souto

O sonhado Mundial de Clubes está próximo de começar para o Flamengo. Campeão do Campeonato Brasileiro, da Libertadores e do Campeonato Carioca em 2019, o rubro-negro só pensa agora na disputa do seu último torneio na atual temporada e que vai mexer novamente com os ânimos dos torcedores flamenguistas. Toda a delegação do Flamengo viaja nesta sexta-feira para Doha, no Catar, e na terça-feira estreia na competição pelas semifinais contra Al-Hilal ou Espérance Tunis, que vão disputar vaga para encarar os brasileiros em jogo a ser realizado neste sábado, às 11h (de Brasília). Em meio a toda essa euforia, o Flamengo vive também um cenário de indefinições justamente com os seus dois principais personagens: o técnico Jorge Jesus e o atacante Gabigol. Protagonistas na aérea técnica e dentro do campo, as duas figuras podem não permanecerem no rubro-negro carioca para 2020 e deixam a sua imensa torcida ao mesmo tempo apreensiva e esperançosa neste fim de ano.

No caso do treinador português Jorge Jesus, o Flamengo busca uma renovação de contrato com o técnico, o qual vence em junho de 2020, e que tem possibilidade de retornar ao futebol europeu em caso de não acordo com o Flamengo. Já Gabigol atravessa uma situação diferente. O atacante está emprestado pela Inter de Milão ao Flamengo até o término desta temporada, e o clube italiano pretende negociá-lo de maneira definitiva a uma outra equipe da Europa ou até mesmo ao Flamengo. Para isso, a proposta do time brasileiro tem que ser aceita pelos italianos e também pelo próprio Gabigol, o qual se diz feliz no Flamengo, mas visivelmente aparenta ter um desejo de voltar a atuar nos gramados do Velho Continente. Em 2019, o casamento entre Jorge Jesus e Gabigol foi certeiro ao Flamengo e tudo terminou como esperado restando ainda um torneio a ser disputado, o qual clube luta pelo bicampeonato e, curiosamente tendo a presença do mesmo adversário de 1981 – Liverpool.

Nos números gerais da temporada 2019 até então, o Flamengo, que também foi comandado pelo técnico e posteriormente demitido, Abel Braga, o qual saiu para a chegada de Jorge Jesus no primeiro semestre, entrou em campo em 72 oportunidades neste ano, com 48 vitórias, 17 empates e 7 derrotas, além de 144 gols marcados e 59 sofridos. Sob o comando técnico de Jorge Jesus, o Flamengo conseguiu, além de dois títulos, uma invencibilidade de 24 partidas no Brasileirão e 29 jogos em toda a temporada, algo que foi crucial para as conquistas do time em novembro passado. Depois de perder para o Bahia, no início de agosto, pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo só voltou a sair derrotado no último dia 8 deste mês, diante do vice-campeão Brasileiro, Santos, na Vila Belmiro, e protagonizou um dos seus recordes em 2019 no futebol nacional. Para exemplificar tamanha importância de Jorge Jesus e Gabigol no Flamengo, o time não perdeu nenhuma partida no Maracanã com o treinador e teve ainda o artilheiro da Libertadores, do Brasileirão e da temporada brasileira neste ano. Com 9 gols marcados na Libertadores, 25 no Brasileirão e um total de 43 tentos em toda a temporada, Gabigol foi grande destaque e a torcida do Flamengo implora tanto para ele quanto para o chamado “mister”, ficarem.

Caso avance para a final do Mundial de Clubes, marcada para o dia 21 de dezembro, às 14h30 (de Brasília), o Flamengo deve se representar no fim do mês de janeiro para a pré-temporada e que pode ser realizada em Portugal, país de Jorge Jesus, em 2020. Mesmo com o término da temporada 2019 somente depois do encerramento do Mundial, tais incertezas de quem fica ou quem sai seguem pautando o dia a dia rubro-negro. Além de Jorge Jesus e Gabigol, outro que desperta olhares do futebol internacional é o zagueiro Rodrigo Caio, o qual não tem também presença certa no Flamengo para 2020. Na próxima temporada, o Flamengo vai precisar manter ou até mesmo aumentar as suas próprias forças devido a uma exigência ainda maior. Serão disputados pelo Flamengo em 2020, Supercopa do Brasil, Campeonato Carioca, Recopa Sul-Americana, Libertadores, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Flu contrata Hellmann

Enquanto o Flamengo vive ainda uma indefinição sobre a permanência ou não de Jorge Jesus na aérea técnica, o rival Fluminense acertou a contratação do técnico Odair Hellmann. Ex-Internacional, Hellmann estava desempregado depois de ter sido demitido do Inter nesse segundo semestre e era um dos treinadores disponíveis no mercado. O Fluminense, apesar de uma recuperação com o técnico Marcão na reta final do Brasileirão que resultou na permanência do clube na Série A e, de quebra, uma vaga garantida na Sul-Americana, em 2020, preferiu optar por uma nova escolha visando a próxima temporada e assinou um contrato de um ano com Odair Hellmann, que chega ao Flu acompanhado do seu auxiliar técnico, Maurício Dulac.