Com conquista heroica do Campeonato Mineiro, time feminino do Cruzeiro faz história em 2019

Fundada há menos de dez meses, equipe feminina da Raposa conquista sua primeira taça após ter garantido antes acesso à elite do futebol brasileiro

Partida foi realizada no Sesc Venda Nova. Foto: Mourão Panda / AFC

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Marco Túlio Souto

No futebol masculino, o Cruzeiro já decepcionou em 2019 pela expectativa inicial criada pelos seus torcedores, algo que não aconteceu no futebol feminino. Fundado em fevereiro deste ano, o time de mulheres da Raposa fez história e promete seguir alegrando e empolgando os seus respectivos torcedores em diante após mais um êxito em curto tempo. Depois de conquistar a classificação nesta temporada para a primeira divisão nacional do Campeonato Brasileiro Feminino após vice-campeonato no Brasileirão Série A2, o time feminino do Cruzeiro conquistou o seu primeiro título nessa sua curta trajetória. Nesse sábado, no Sesc Venda Nova, em BH, a Raposa superou o América e ficou com a desejada taça do Campeonato Mineiro Feminino para figurar na galeria das campeãs estaduais na história do futebol mineiro. Em um duelo bastante disputado, a partida terminou empatada em 1 a 1 no tempo regulamentar, e o desfecho viria a ser decidido nos detalhes para total apreensão das duas torcidas.

Com gols somente no segundo tempo, tudo encaminhou-se para a decisão nas penalidades máximas. Quem abriu o placar na partida foi a equipe de melhor ataque na competição com 45 tentos marcados e de melhor campanha com um total de nove vitórias. Aos sete minutos do segundo tempo, Kim inaugurou o escore para o Cruzeiro e deixava a equipe celeste próxima do caneco. Porém, aos 13 minutos, o América conseguiu um pênalti a seu favor e obrigava a goleira Camila defender para manter a vantagem às cruzeirenses. Mas não foi o que aconteceu e as meninas do Coelho empataram a partida com Dilene.

Depois disso, a tensão tomou conta da partida com as duas equipes buscando desempatar o jogo a todo instante no Sesc Venda Nova e tudo viria a se resolver, entretanto, apenas nas cobranças de pênaltis. Na primeira fase do Campeonato Mineiro, Cruzeiro e América também fizeram partida disputada e, naquela oportunidade, a Raposa conseguiu vencer pelo placar de 1 a 0, no tempo regulamentar. Já desta vez, Isa Leone, Duda, Eskerdinha, Micaelly, Thayane e Aline converteram as penalidades para a Raposa, que venceu o América por 6 a 5 e quebrou a sequência brilhante de três títulos consecutivos do time feminino do Coelho no Campeonato Mineiro, coroando o trabalho do técnico Hoffmann Túlio, do Cruzeiro.