Há cinco jogos de invencibilidade, Argentina tem retorno de Messi contra o Brasil

Em busca de manter série de resultados positivos neste segundo semestre e de olho em 2020, Seleção Argentina tenta voltar a ganhar da Seleção Brasileira visando Eliminatórias

Lionel Messi não atua desde julho pela Argentina. Foto: AFA

Do Portal Futebol Diário, em Belo Horizonte

Ele está de volta. Melhor jogador do mundo eleito pela FIFA neste ano, Messi regressa a Seleção da Argentina depois quatro meses sem vestir a camisa da alviceleste desde quando saiu de campo expulso na disputa pelo terceiro lugar da Copa América, em julho passado, no Brasil, diante do Chile, na Arena Corinthians. Sempre pressionado para levar à Argentina a uma conquista, sobretudo de Copa do Mundo, Messi volta ao time em busca de tentar mais uma vez repaginar a sua seleção depois de mais uma competição sem levantar a taça, algo que não acontece desde 1993. Nesta sexta-feira, às 14h (de Brasília), o astro argentino vai ter a incumbência de ajudar a Argentina jogar bem e superar o Brasil, e chega confiante para o clássico vindo de um hat-trick em sua última partida pelo Barcelona no Campeonato Espanhol.

Sob o comando técnico de Lionel Scaloni, a Argentina não sai derrotada de campo há quatro partidas seguidas sem a presença de Messi e há cinco jogos com a presença do seu camisa 10. Nesse tempo, foram três vitórias, sobre Chile, México e Equador, e dois empates, diante de Chile e Alemanha. Na última vez que os argentinos deixaram uma partida com o resultado negativo, o adversário foi justamente a Seleção Brasileira, pelas semifinais da Copa América, em julho passado, no Mineirão, em Belo Horizonte. Na ocasião, a Argentina com Lionel Messi em campo, até jogou melhor que o Brasil durante os 90 minutos, mas não foi efetiva quanto aos brasileiros, que venceram o duelo pelo placar de 2 a 0.

Desta vez e novamente, Messi vai enfrentar o Brasil sem a presença do seu ex-companheiro de Barça, Neymar. Em processo de reformulação almejando as disputas, em princípio, das Eliminatórias e Copa América, em 2020, o jogador mais emblemático atualmente da Argentina deverá ter como companhias mais uma vez Kun Aguero e Lautaro Martínez, os quais fazem ótimas temporadas na Europa, no ataque. É esperada também a titularidade do meia Paulo Dybala, que atravessa boa fase na Juventus, mas o jogador possivelmente ficará no banco de reservas novamente sendo opção para a segunda etapa. Uma ausência nesta convocação da Argentina para a Data FIFA é o goleiro Armani, do River Plate, o qual vai disputar mais uma final de Libertadores, no dia 23 deste mês, contra o Flamengo. Em contrapartida, quem está convocado e outro argentino bastante conhecido pelos torcedores brasileiros é o zagueiro Kannemann, do Grêmio.

Após o amistoso contra o Brasil, a Argentina vai fazer outro teste de ‘fogo’ para fechar o ano, na segunda-feira, diante do Uruguai, às 16h15 (de Brasília), em Israel, também por partida amistosa. Em 2019, a Seleção Argentina disputou até então 13 partidas no ano contabilizando amistosos e jogos pela Copa América. Na contagem geral, são 7 vitórias da Argentina, 3 empates e 3 derrotas, além 26 gols anotados e 13 sofridos.

Confira abaixo a lista completa de convocados da Seleção Argentina para amistosos:

GOLEIROS

Emiliano Martínez (Arsenal)
Marchesín (Porto)
Andrada (Boca Juniors)
Musso (Udinese)

DEFENSORES

Tagliafico (Ajax)
Juan Foyth (Tottenham)
Pérez (Famalicão)
Saravia (Porto)
Acuña (Sporting)
Kannemann (Grêmio)
Pezzella (Fiorentina)
Otamendi (Manchester City)
Marcos Rojo (Manchester City)

MEIO-CAMPISTAS

Pereyra (Watford)
Nícolas Domínguez (Vélez Sarsfield)
Rodrigo De Paul (Udinese)
Paredes (PSG)
Guido Rodríguez (América do México)
Lo Celso (Tottenham)
Paulo Dybala (Juventus)

ATACANTES

Lautaro Martínez (Inter de Milão)
Nicolas Gonzáles (Stuttgart)
Lucas Alario (Bayer Leverkusen)
Lucas Ocampos (Sevilla)
Aguero (Manchester City)
Messi (Barcelona)